InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 [Review] Lil’ Wayne – I Am Not A Human Being II

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
mc´kaizer
Moderador
Moderador
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 1642
Idade : 29
Localização : Mundo
Reputação : 14
Data de inscrição : 25/01/2009

MensagemAssunto: [Review] Lil’ Wayne – I Am Not A Human Being II   Qua Abr 10, 2013 6:44 am



Na ultima semana o Lil Wayne lançou o seu décimo álbum solo de estúdio, I Am Not A Human Being II. E mesmo que ninguém tenha o solicitado, ele resolveu dar sequencia ao desastroso “I Am Not A Human Being”, álbum que foi lançado em 2009, em um período um tanto curioso para a sua carreira. O disco foi lançado enquanto Lil Wayne estava preso, o projeto foi criado através de algumas musicas que ele gravou meses antes de ser encarcerado. O álbum é sem duvidas um de seus piores trabalhos, mas é um disco “divertido”, todas as musicas soam como uma “musica de trabalho”, além de trazer colaborações dos emergentes membros de sua gravadora – Drake, Nicki Minaj, Jay Sean, Lil Twist – Young Money/Cash Money. Mas após o Lil Wayne sair da prisão ele começou a trabalhar na prometida continuação do Tha Carter III (2008). Ele demorou cerca de um ano para finalizar o IV, mas em agosto de 2011 o disco foi liberado, as vendas foram monstruosas, e o Lil Wayne estava de volta às premiações da MTV. Mas sobre o Tha Carter IV: o disco foi um balde de água fria para os que esperavam por algo próximo do que ele fez no Tha Carter III e II. O Lil Wayne estava diferente, suas performances, seu estilo, e até a sua voz não eram mais a mesma. Mas para quem vinha de uma sequencia de Rebirth e I Am Not A Human Being, Tha Carter IV impressionou trazendo algumas boas composições, mas no geral o disco é mediano e sem muita inovação.

Entre o período de divulgação de Tha Carter IV, Lil Wayne aprendeu a andar de skate, e daí em diante ele basicamente começou a conviver com um skate na mão, estando presente em todos os seus clipes. E então no inicio de 2012 ele lançou a “Trukfit”, uma marca de roupas ligada ao skateboard. A partir daí Lil Wayne começou a ficar influente no cenário do skate, participando de diversos eventos esportivos, e posando para algumas revistas do gênero; ele construiu uma pista de skate em Nova Orleans, e organizou campeonatos. Mas antes de tudo, Lil Wayne ainda é um rapper, e mesmo com a agenda cheia de compromissos por causa do skate, ele já estava planejando lançar o seu próximo álbum, que seria o I Am Not A Human Being II. As atenções de musico e skatista amador foram confundidas durante todo o ano de 2012, até que durante uma entrevista para a MTV, Lil Wayne disse que o rap estava chato, e que ele já estava planejando a sua aposentadoria da musica.

Com alguns atrasos e vários problemas pessoais Lil Wayne liberou na semana passada o disco. E realmente ficou claro que ele não está ligando para musica que faz, o disco tem composições preguiçosas, com excessos de rimas bizarras, sem criatividade e inovação nenhuma. As produções em sua maioria são minimalistas e seguindo a tendência trap, suas rimas são limitadas e cheias de repetições de palavras, onde você com aquela sensação de já ter escutado aquilo na faixa anterior. Porém, os principais acertos do disco são em faixas onde esse padrão “trap” não foi usado, como em God Bless Amerika e Back To You. Mas entre as faixas trap, as duas com a colaboração de 2 Chainz (Days and Days e Rich As Fuck) são incrivelmente bem produzidas, o que pode ser tratado como ponto positivo entre tantas musicas mal feitas.

I Am Not A Human Being II pode ser resumido como tudo aquilo o Lil Wayne fez após o seu estouro no Tha Carter III: musicas mal produzidas, repetições de palavras sem noção, guitarras distorcendo aleatoriamente, e um rap bem sem graça. Ele aparenta estar sendo tratado como uma máquina de hits para a Cash Money – sua gravadora, que usa a sua imagem para emplacar musicas nas paradas de hits, e divulgar os artistas da casa. Enquanto isso a qualidade de seus trabalhos vão ficando de lado, a sua imagem cada vez mais exaustiva, e a sua carreira sendo marcada por essa sequencia de discos sem graça.

Por : Rafafeitosa (Raplogia)

_________________
:: Hip Hop é Arte:: |::SoundClound::

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Review] Lil’ Wayne – I Am Not A Human Being II
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Epiphone EB-3 SG - Mini Review
» Review Ledur Felino Bass 04 Cordas Custom
» Review - Tira-Teima com 16 Pedais de Chorus
» Mini-Review Avalon U5 - Novo Video e Audios
» Review: Amplificador Acoustic Image Clarus+

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
:::Movimento Fantasma::: :: :::COMUNIDADE :: Reviews de CDs-
Ir para: