Compartilhe
Ir em baixo
avatar
TRSS
Moderador
Moderador
Masculino
Número de Mensagens : 607
Idade : 26
Localização : L.P./São Paulo
Ocupação : Produtor e MC
Crew : Imortais Mc's
Reputação : 12
Data de inscrição : 13/03/2008
http://www.myspace.com/trssbeats

Os Instrumentos Musicais Da Era Digital

em Dom Fev 28, 2010 4:58 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Tecnologias como interfaces táteis e softwares para computador prometem revolucionar a maneira como lidamos com música no século XXI.

Há muito tempo a utilização de técnicas eletrônicas já se tornou parte do mundo da música. Desde grupos focados puramente nas vertentes da música eletrônica até aqueles cuja produção depende de instrumentos acústicos, como bandas de rock, costumam utilizar constantemente alguma espécie de equipamento que possibilita obter sons e efeitos totalmente diferentes daqueles encontrados naturalmente.

A imagem comum que muitas pessoas fazem de música eletrônica é de algo produzido exclusivamente em estúdio, em que o computador desempenha um papel central e poucos instrumentos reais são utilizados. Grupos assim até existem, mas os avanços da tecnologia permitem que seja cada vez mais fácil trazer toda essa experiência para apresentações ao vivo.

Instrumentos acústicos manterão seu lugar no mundo digitalA evolução no hardware dos computadores e nos equipamentos disponíveis fez com que surgisse uma situação inédita: em vez de a tecnologia ter de se adequar os instrumentos, cada vez mais surgem novas ideias de instrumentos que têm como objetivo aproveitar avanços recentes no mundo da informática.

Nos próximos anos deve-se ver a popularização de instrumentos cada vez mais incomuns, que aproveitam de tecnologias como telas de toque e se unem ao computador para ampliar as possibilidades sonoras existentes.

É claro, isso não significa que os tradicionais violões, guitarras e baterias entrarão em extinção, mas sim que a produção sonora mundial fique ainda mais rica.

(...)

O futuro da música passa pelo computador

O primeiro ponto que deve ficar claro quando falamos de novos instrumentos musicais é que a maioria deles se concentra somente na produção de música eletrônica. Mas calma, não é preciso se desesperar e achar que gêneros como o rock ou o blues vão desaparecer.

É só ver que, até a década de 1970, diversas técnicas empregadas na música eletrônica, como samples, loops e distorções eram utilizadas pelos mais diferentes estilos sem que houvesse nenhum tipo de distinção. O rock progressivo é um dos estilos mais beneficiados por esses efeitos, basta lembrar o álbum Dark Side of the Moon, um dos maiores clássicos do Pink Floyd.


A música eletrônica como ficou popularizada é resultado de somente uma das formas com as quais instrumentos eletrônicos podem ser empregados. Porém, por questões mercadológicas, grupos considerados eletrônicos acabaram sendo somente aqueles cujo som segue o feito por pioneiros como o Kraftwerk, Depeche Mode e New Order.

A partir da década de 1990, com os avanços de tecnologia que possibilitaram a aparição de computadores pessoais poderosos a preços acessíveis e softwares mais avançados, já é possível produzir músicas sem nenhum vínculo com um instrumento tradicional.


Qualquer usuário, seja ele profissional do mundo da música ou não, tem à disposição uma imensa quantidade de programas, samples e efeitos sonoros disponíveis na internet. Basta uma pesquisa rápida em qualquer sistema de busca para começar a trabalhar em composições e, quem sabe, criar algo nunca visto antes.

Porém, a transferência para o computador mostra limitações no que diz respeito à interface: por mais que seja possível obter uma série de efeitos diferentes, a utilização do conjunto mouse e teclado se mostra muito limitada, especialmente quando o objetivo é alternar com velocidade entre diversas notas e efeitos.

Para resolver esses problemas foram criados os instrumentos listados abaixo, que, embora em sua maioria não dispensem o computador para funcionar corretamente, proporcionam maneiras totalmente novas de criar e tocar músicas. Reactable, Eigenharp e Tenori-On parecem nomes estranhos, mas têm tudo para ficarem conhecidos como instrumentos populares nos próximos anos.

Eigenharp

À primeira vista, esta criação dos ingleses da Eigenlabs pode parecer uma mistura bizarra entre teclado, bateria e saxofone. Porém, bastam algumas demonstrações para ver o quanto este instrumento é versátil e capaz de emular perfeitamente os mais diversos tipos de efeitos e sonoridades.